O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

20/08/2017

Jockey Club pode ganhar teatro e novos restaurantes

Publicado em 24/05/2017

Para sair da crise financeira que enfrenta há anos, o Jockey Club de São Paulo pretende, por meio de sua nova gestão, colocar em prática projetos que promovam sua integração à agenda do paulistano. Além de ceder parte de seu terreno de 640 mil metros quadrados para a criação de um parque municipal, a agremiação pode receber opções de lazer como teatros e novos restaurantes.

Hoje, além das tradicionais corridas de cavalo, o Jockey Club tem entre suas atrações fixas apenas o restaurante Iulia, que recebe cerca de 1,5 mil visitantes aos finais de semana. Já entre os eventos esporádicos que proporcionam grande movimento em suas dependências está a Casa Cor, realizada anualmente.

A ideia de promover novos espaços para atrair os paulistanos é do presidente recém-eleito do Conselho Administrativo, Benjamin Steinbruch, 63 anos. Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, ele afirma que a intenção da nova diretoria é “integrar o clube à sociedade e a sociedade dentro do clube”.

Além da instalação de teatro e novos restaurantes, o Jockey Club pretende impulsionar o interesse pelas corridas de turfe, que hoje não ocorrem todos os dias da semana. O fim da exigência do uso de gravata na tribuna de honra é uma das medidas estudadas para aumentar o público.

Dívida – Parque

Somente a dívida atual do Jockey Club com a administração municipal gira em torno de R$ 250 milhões. Para abater parte desse débito, em março deste ano o prefeito João Doria anunciou a implantação de um parque público em parte do terreno. O projeto será viabilizado por meio de recursos do setor privado, mas o local não cobrará entrada aos usuários. As empresas que aceitarem a proposta da Prefeitura poderão construir empreendimentos no local. 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia