O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

20/11/2017

Largo da Batata tem novo plantio de árvores

Publicado em 14/07/2017

Plantio será realizado próximo ao Mercado de Pinheiros e à Igreja Nossa Senhora de Monte Serrat

Largo da Batata receberá 70 árvores em nova etapa de plantio; objetivo é reduzir sensação de aridez / Grupo 1 de Jornais Por Diego Gouvêa

O Largo da Batata começou a ganhar novas árvores nesta semana. Por meio de uma parceria com a iniciativa privada, serão plantados 94 exemplares de espécies nativas da Mata Atlântica em dois locais da região, nas proximidades do Mercado Municipal de Pinheiros e da Igreja Nossa Senhora de Monte Serrat.

O plantio foi iniciado na última quarta-feira (12) e custará R$ 224 mil, valor custeado pelo Shopping Iguatemi, que, por meio de acordo com duração de seis meses a um ano, também ficará responsável pela manutenção. “A ideia é que se criem sombreamentos e que não tenha mais esse clima árido no Largo da Batata”, afirma o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias. “Não são mudas que estamos plantando; são árvores com 10,12 metros de altura”, complementa.

Além do plantio promovido pela Prefeitura Regional de Pinheiros em parceria com o shopping, serão disponibilizados mais 24 exemplares pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. O trabalho foi iniciado na área ao lado do acesso à Estação Faria Lima do Metrô, na Rua Teodoro Sampaio. “O solo é muito ruim, com entulho de outras obras, e será substituído por terra fértil necessária à sobrevivência das árvores”, afirma Mathias.

Entre os exemplares escolhidos no projeto estão pau-brasil, jequitibá-branco, jequitibá-rosa, cedro, babosa-branca, abricó-de-macaco, eritrina, mirindiba, canafístula, aldrago, ipê-amarelo, ipê-branco e ipê-amarelo casca-lisa.

Perspectiva após o plantio no Largo da Batata; pergolados ganharão trepadeiras / Jorge Sakai - PMSPA estimativa da administração regional é que o plantio de 44 exemplares no trecho próximo ao Mercado seja concluído em 60 dias. No local, também será instalada uma bandeira do Brasil de 33 metros de altura por 56 metros de cumprimento. Também está em análise a instalação de um posto fixo da Guarda Civil Metropolitana (GCM). A iniciativa prevê ainda o plantio de trepadeiras nos pergolados, que foram instalados no ano passado.

Já no espaço próximo à igreja – situado entre as ruas Butantã e Paes Leme e isolado por tapumes –, está previsto o plantio de 26 árvores até a segunda quinzena de outubro. Antes das obras de reconversão urbana do Largo da Batata, o local abrigava um posto de gasolina. Segundo a Prefeitura Regional, o antigo uso da área não influenciará na qualidade do solo para as árvores.

Moradores

As árvores no Largo da Batata são uma demanda antiga dos moradores da região. Desde o início das obras municipais, em 2007, alguns plantios foram realizados pela Prefeitura. Porém, havia queixas de que a manutenção era inadequada e a quantidade de exemplares era modesta em relação à extensão da área.

Inconformado, em 2015 um morador decidiu plantar por conta própria 32 árvores no Largo da Batata, sem autorização municipal. Já em maio deste ano, um grupo de ambientalistas promoveu o plantio de uma “floresta de bolso” com 300 exemplares pequenos em outra área ao lado da Igreja Nossa Senhora de Monte Serrat.

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia