O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

21/09/2017

Moradores revitalizam Praça Horácio Sabino

Publicado em 01/06/2017

Revitalização de praça degradada foi bancada pelos próprios moradores; obras seguiram antigo projeto de arquiteta / Reprodução – Facebook

Por Diego Gouvêa

A Praça Horácio Sabino está de cara nova graças ao esforço da vizinhança. Com a reinauguração oficial no último domingo (28), a área verde de 1,5 mil metros quadrados no Jardim das Bandeiras passou por projeto de revitalização bancado pelos próprios moradores, após anos de acúmulo de lixo e problemas de manutenção.

A ideia surgiu quando os moradores discutiam formas de tornar o espaço mais agradável. “Nós e a praça tínhamos uma relação de proximidade afetiva, pois as crianças brincavam com frequência ali”, afirma a moradora Maria Clara Kuyven.

Para viabilizar a revitalização da área verde, os moradores contataram uma associação do bairro, mas perceberam que seria mais fácil criar uma entidade específica para a área verde. Surgia a Associação Praça Horácio Sabino (Prhosa).

Formalizada a associação, os moradores contataram a arquiteta autora do projeto original da praça, nos anos 60: Rosa Kliass. “Isso não apenas por respeito à obra dela e sua reconhecida competência profissional, mas também porque pretendíamos melhorar a praça, e não reinventá-la”, explica Maria Clara.

Manutenção de praça também ficará a cargo da Prhosa; iniciativa foi coordenada pelos próprios moradores, como Maria Clara Kuyven (última à direita) / ReproduçãoCom o projeto definido, as principais intervenções realizadas foram a construção de rampas de acesso para cadeirantes e carrinhos de bebê e a instalação de bancos, brinquedos para o parquinho, equipamentos de ginástica, guias rebaixadas e sinalização, assentamento de blocos intertravados e novo sistema de iluminação. 

A empresa Squaly iniciou as obras em outubro de 2016, com custo estimado entre R$ 800 mil e R$ 1 milhão, sob fiscalização da Subprefeitura de Pinheiros, hoje Prefeitura Regional. A maior parte dos trabalhos foi concluída em março deste ano.

A manutenção ficará a cargo da Prhosa, incumbência formalizada por Termo de Cooperação assinado junto à administração municipal. Os custos para os serviços de zeladoria serão divididos entre moradores e empresas interessadas. Atividades culturais que já eram realizadas antes da implantação do projeto, como as rodas de maracatu aos sábados, serão mantidas.

Mais informações sobre o projeto podem ser conferidas em horaciosabino.pracas.com.br.

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia