O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

29/05/2017

Parceria vai retirar muro que separa Raia Olímpica da Marginal Pinheiros

Publicado em 11/05/2017

Perspectiva da área sem o muro entre a Marginal Pinheiros e a Raia Olímpica; estrutura foi erguida há 21 anos / ReproduçãoA Prefeitura de São Paulo e a Universidade de São Paulo (USP) anunciaram nesta segunda-feira (8) a retirada do muro que separa há 21 anos a Raia Olímpica, localizada na Cidade Universitária, da Marginal Pinheiros. A intervenção paisagística será viabilizada por meio de uma parceria com o setor privado.

“Vamos estabelecer uma nova fronteira visual na Marginal. Um entendimento entre a universidade e a Prefeitura gerou a possibilidade da derrubada do muro que hoje separa a USP do rio. Isso vai permitir a visualização de toda a raia olímpica e da universidade por quem passa na Marginal, e ao mesmo tempo em que a USP poderá visualizar o restante da cidade”, afirmou o prefeito João Doria.

A medida foi possível graças ao apoio da Prefeitura, que apresentou o projeto a empresários de diversos setores e auxiliou a USP a acertar parcerias com a operadora de saúde Prevent Senior e a GCL Brasil. O projeto prevê a demolição do muro que separa a raia olímpica da Marginal Pinheiros e sua substituição por um gradil eletrofundido. A área receberá paisagismo e iluminação, e uma pista de corrida será construída no espaço que separa a raia olímpica da Marginal.

Com uma colaboração de cerca de R$ 1,6 milhão, a operadora de saúde dará o aporte financeiro para a retirada do muro e a instalação do novo gradil.

Caberá à GCL o projeto luminotécnico, a instalação, a eficientização energética em LED, o fornecimento de materiais e a implantação do sistema de telegestão (que permite o controle do funcionamento e a consequente otimização dos gastos). Os investimentos podem chegar a R$ 600 mil.

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia