O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

22/11/2017

Pinheiros celebra 457 anos e chegada da primavera com festa

Publicado em 29/09/2017

Cãominha foi mais uma vez um dos destaques do Festival Pinheiros 2017 / Grupo 1 de Jornais

Diego Gouvêa e Rodrigo Vianna Pakulski

No último domingo (24), o bairro de Pinheiros celebrou a chegada da primavera e seus 457 anos com uma festa que reuniu cultura, música e gastronomia. Realizado na Rua dos Pinheiros e batizado de “Festival Pinheiros 2017”, o evento foi uma oportunidade para os moradores saírem de casa e vivenciarem o que há de melhor no bairro.            

Em sua terceira edição, a festa aconteceu no trecho entre a Praça Portugal e a Rua Mourato Coelho, compreendendo também as ruas adjacentes, com diversas atividades voltadas ao público de todas as idades. Segundo a Prefeitura Regional de Pinheiros, a estimativa do público neste ano foi de 50 mil pessoas.

O evento teve início com o desfile da banda de fanfarra “Desbravadores Centauro”, da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Pinheiros, que percorreu o trajeto principal da festividade. Depois, foi realizada a já tradicional “Cãominhada”, passeio que reuniu todos os cães dos moradores presentes, saindo do trecho da Rua Cônego Eugênio Leite e terminando na Rua Mateus Grou.

Espaço com sessões de yoga na Rua Virgilio de Carvalho PintoTambém como parte das solenidades de abertura, foi promovido o plantio de uma árvore na altura do número 334 da Rua dos Pinheiros, em frente à escola de idioma España Aquí. Na ocasião, estiveram presentes os responsáveis pelo estabelecimento, Darlene Lorenzon e Segundo Villanueva, o prefeito regional de Pinheiros, Paulo Mathias, e a diretora da Gazeta de Pinheiros - Grupo 1 de Jornais, Ana Lucia Donnini, idealizadora do evento, que teve sua primeira edição em 2015. Em cada ano, a Rua dos Pinheiros ganhou uma árvore da espécie ipê para marcar a data; hoje são três exemplares. Após o plantio, Paulo Mathias destacou a importância de ampliar o número de árvores na rua e em todo o bairro.

Durante o dia, o público pôde degustar a variedade de sabores oferecida pelos restaurantes e bares que estenderam suas atividades para a calçada. Além das opções gastronômicas, quem foi ao festival se divertiu com as apresentações musicais nos minipalcos. “Estou gostando da festa; gostei muito da música ao vivo e da comida”, afirma Zack Ferguson, norte-americano radicado no bairro. “Tem muita feira aqui em São Paulo, mas essa acontece perto de onde eu moro, por isso gostei bastante”, completa.

Quem compareceu ao evento também fez sugestões à organização. “Estive presente nas anteriores, e a festa é sempre ótima”, diz José Cláudio Ferreira, 54 anos, que há 30 mora em Pinheiros. Contudo, ele considera que a edição do ano passado foi melhor. “Acredito que poderia haver mais banheiros. Não que a festa esteja ruim, pois pretendo voltar nas próximas”, comenta. Outro ponto que chamou a atenção do público foi o acúmulo de lixo em alguns locais, como nas proximidades da Praça Portugal, que permaneceu até a manhã de segunda-feira (25).

Porém, a festa não tinha apenas moradores locais. “Morei em São Paulo na década de 80, numa época em que no final de semana não tinha ninguém na rua”, afirma Nádia Monteiro Pereira, 55 anos, que hoje mora em Brasília e no último domingo esteve em Pinheiros para encontrar amigos. “Viemos a um restaurante e quando chegamos tinha essa festa bem legal”, conta.

Crianças se divertiram em com atividades exclusivasPróximo à equina da Rua Virgílio de Carvalho Pinto, o espaço infantil entreteve crianças e adultos com brincadeiras e uma tenda de contação de histórias. “Esta é a primeira vez que viemos à festa. Está lotada, mas bem agradável”, afirma Juliana Barreto, 33 anos, acompanhada de Pablo Cieiro, 36, e do filho. O evento está seguro e com muitas famílias”, afirma ele, que mora na Vila Leopoldina, zona oeste, mas frequenta Pinheiros.

“Conheci a festa no ano passado, quando choveu muito. Neste ano está melhor, porque fez sol e parece haver mais opções de comida. Para as crianças está ótimo, porque tem um lugar só para elas se divertirem”, afirma o publicitário Guilherme Massagni, 37 anos, acompanhado da esposa Patrícia e da filha Gabriela, de seis anos.

O pequeno Bock fez o seu primeiro passeio da vida na CãominhadaAinda na Virgílio de Carvalho Pinto, uma área destinada à qualidade de vida com alimentação vegana e oficina de yoga atraiu boa parte do público. Já em frente à Estação Fradique Coutinho do Metrô, tendas com serviços de saúde, como medição de pressão e sessões de massagem, chamavam a atenção dos que chegavam à festa.

O evento que marcou a chegada da primavera e os 457 anos do bairro – celebrados oficialmente em agosto – foi promovido pelo “Coletivo dos Comerciantes da Rua dos Pinheiros e Adjacências”, com o apoio da Prefeitura Regional de Pinheiros, CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), Gazeta de Pinheiros - Grupo 1 de Jornais, São Paulo Saudável, Feira de Saúde, Goodstorage, Porto Seguro e Coca-Cola.

Plantio de árvore marcou aniversário do bairro, com a presença do prefeito regional Paulo Mathias

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia