O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

25/05/2018

Retrospectiva 2017: os principais fatos que marcaram a região

Publicado em 15/12/2017

Os fatos da região que foram destaque ao longo deste ano nos títulos do Grupo 1 de Jornais (Gazeta de Pinheiros, Jornal do Butantã, Morumbi News, Tribuna de Santo Amaro e São Paulo News):

JANEIRO

- Após se eleger no primeiro turno da eleição de 2016, João Doria assume a Prefeitura de São Paulo. As subprefeituras passam a ser identificadas como “prefeituras regionais”. Em Pinheiros, quem assume o cargo de prefeito regional é Paulo Mathias; no Butantã, Paulo Vitor Sapienza; e em Santo Amaro, Francisco Roberto Arantes Filho.

Cratera da Estação Pinheiros do Metrô completou dez anos em 2017 / Grupo 1 de Jornais - Tragédia da Estação Pinheiros do Metrô completa 10 anos. Em 2007, um deslizamento de terra matou sete pessoas e atrasou as obras da Linha 4 - Amarela. A Justiça absolveu os técnicos responsáveis pelo projeto, alegando que as provas colhidas não comprovaram negligência ou imprudência deles.

- Parque Municipal Raposo Tavares é revitalizado e entregue à população.

- Gestão João Doria inicia o programa “SP Cidade Linda”, mutirão de zeladoria nas principais avenidas da capital. Na região de Pinheiros, iniciativa começou nas avenidas 9 de Julho e Cidade Jardim.

- Limite de velocidade das marginais Pinheiros e Tietê é aumentado pelo prefeito João Doria conforme promessa de campanha.

- Secretaria Municipal de Saúde realiza ação de combate aos criadouros de pernilongos nas margens do Rio Pinheiros, próximo à Usina de Traição. Infestação de insetos tirou o sono dos moradores de bairros como Pinheiros, Butantã, Morumbi e Santo Amaro.

- Ponte Estaiada Otávio Frias de Oliveira ganha nova iluminação.

- Bairro de Santo Amaro completa 456 anos.

 

 FEVEREIRO

- Após constante reclamação de moradores, Parque Pôr do Sol volta a receber serviços de manutenção.

- Estacionamento do Parque Villa-Lobos deixa de ser gratuito e gera queixas de frequentadores. Governo do Estado alega que medida tem o objetivo de obter recursos para serviços de manutenção e coibir flanelinhas.

Pré-Carnaval na região atraiu cerca de 1 milhão de foliões / Reprodução - Rede Globo  - Além do espírito de festa, o Pré-Carnaval na região de Pinheiros foi marcado por transtornos como sujeira e atos de vandalismo, em virtude do grande público que lotou os principais redutos dos blocos: Avenida Brigadeiro Faria Lima, Rua dos Pinheiros e Vila Madalena. A Prefeitura de São Paulo e a Polícia Militar estimam que mais de 1 milhão de pessoas tomaram as vias da região.

 

MARÇO

- Gestão João Doria envia à Câmara Municipal projeto de lei com mudanças no zoneamento. A proposta prevê a liberação de torres com mais de oito andares no interior de bairros já saturados como Pinheiros, Vila Madalena e Santo Amaro.

 

Avenida Sumaré- Dados da Secretaria da Segurança Pública indicam que a Avenida Sumaré é a via com mais roubos e furtos de bicicletas na capital. Segundo a pasta estadual, a avenida que liga as regiões de Pinheiros e Lapa teve dez casos registrados em 2016.

- Faixa exclusiva de ônibus é removida da Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi. Implantada em 2016, intervenção gerou reclamações de motoristas que circulam pelo bairro.

- João Doria anuncia que Vila Madalena não terá mais blocos de Carnaval em 2018 em virtude dos transtornos gerados aos moradores.

- Ministério Público Estadual denuncia rombo de R$ 30 milhões no Instituto Butantan, com suspeitas de desvios.

 

ABRIL   

 

- João Doria confirma saída da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo) do bairro da Vila Leopoldina, zona oeste, até 2020.

- Aos 60 anos, Teatro Paulo Eiró é reaberto ao público após novo trabalho de reforma.

Beco do Batman- Ciclovia da Avenida Eliseu de Almeida ganha nova iluminação.

- Parque Municipal do Chuvisco é inaugurado na região de Santo Amaro.

- Revoltado com o barulho de frequentadores do Beco do Batman durante a noite, morador apaga grafite no muro de sua casa. Após repercussão na mídia e conversas com autoridades municipais, ele permite o retorno dos trabalhos artísticos.

- Após reclamação de moradores, Prefeitura Regional de Pinheiros embarga obra de suposto motel no Alto de Pinheiros.

- Comerciantes se mobilizam para revitalizar trecho da Rua Teodoro Sampaio entre o Largo da Batata e a Avenida Pedroso de Moraes. Iniciativa tem o apoio da Gazeta de Pinheiros – Grupo 1 de Jornais.   

- Parque Municipal Chácara do Jockey completa um ano.

 

MAIO

 

- Rede D´Or São Luiz adota o Parque Municipal Alfredo Volpi, no Morumbi, pelo período de um ano.

- Intervenção de moradores da região e ambientalistas leva cerca de 300 mudas de árvores para área no Largo da Batata.

 

Moradores plantam árvores no Largo da Batata- Prefeitura de São Paulo e USP anunciam retirada do muro que há 21 anos separa a Raia Olímpica, localizada na Cidade Universitária, da Marginal Pinheiros.

- Canteiros da Av. Brigadeiro Faria Lima são adotados pela iniciativa privada.

- Prefeitura cogita autorizar propaganda nas pontes das marginais Pinheiros e Tietê em troca de serviços de manutenção e reformas estruturais.

 

JUNHO

 

- Cobrança da Zona Azul volta a valer na Rua Teodoro Sampaio, após pedido de lojistas locais.

 

Marginal Pinheiros- Unidade Básica de Saúde (UBS) da Chácara Santo Antônio é revitalizada pela Prefeitura em mutirão com moradores.

- Prefeitura Regional de Pinheiros anuncia plano de mapeamento das árvores. Projeto tem o objetivo de atender casos mais urgentes de poda e remoção.

- Polícia Militar divulga balanço que mostra aumento de acidentes nas marginais Pinheiros e Tietê, passando de 392 vítimas nos quatro primeiros meses do ano passado para 540 no mesmo período de 2017. Já levantamento da Prefeitura indica queda de 138 para 113.

 

JULHO

 

- João Doria apresenta Plano de Metas 2020 com apenas 50 objetivos. Entidades civis criticam programa por conter metas genéricas e de difícil acompanhamento.

- Largo da Batata ganha 70 novas árvores por meio de parceria entre a Prefeitura Regional de Pinheiros e o Shopping Iguatemi.

- Gestão João Doria anuncia troca do terreno onde está a Prefeitura Regional de Pinheiros pela área do centro da cidade onde pretende implantar o “Parque Augusta”. A iniciativa divide entidades civis. Algumas associações afirmam que a permuta colocaria em risco o patrimônio público, visto que o imóvel em Pinheiros seria mais valioso.

Terreno do Parque Augusta- O catador de papel Ricardo Santos, 38 anos, é morto por um policial na Rua Mourato Coelho. Testemunhas afirmam que houve excesso na ação, já que Santos estaria munido apenas de um pedaço de pau. Câmeras flagram momento em que o oficial efetuou o disparo. Moradores de Pinheiros se manifestam contra a atitude do PM.  

- Morador de rua é encontrado morto na esquina da Av. Dr. Arnaldo com a Rua Teodoro Sampaio. Análises prévias mostram que ele teria morrido de frio – a temperatura no dia chegou a 8°C.

- Em virtude da reclamação de frequentadores da Raia Olímpica, Prefeitura modifica o projeto do muro de concreto que separa a área esportiva da Marginal Pinheiros. A proposta alternativa é a implantação de uma parede de vidro para impedir que o barulho e a poluição da via invadam o espaço da Raia.

- Após polêmica em torno da troca do terreno do “Parque Augusta” pelo espaço da

Prefeitura Regional de Pinheiros, a gestão João Doria pretende vender áreas públicas na região, algumas delas localizadas nas avenidas Brigadeiro Faria Lima, Juscelino Kubitschek e Jornalista Roberto Marinho.

- É inaugurado em Pinheiros (Rua Deputado Lacerda Franco, 328) o Centro Cultural Aliança Brasil-Japão, voltado à divulgação da cultura japonesa.

 

 

AGOSTO

 

- Gestão João Doria afasta funcionários das prefeituras regionais envolvidos em supostas cobranças de propina para liberar publicidade fora dos critérios da Lei Cidade Limpa.

 

Parquinho instalado por moradores foi desmontado noa Largo da Batata - A retirada de um playground no Largo da Batata pela administração municipal causa revolta em parte dos moradores. Segundo eles, a ação foi feita sem transparência, pois os brinquedos haviam sido instalados há dois anos com o apoio da comunidade. A Regional de Pinheiros afirmou que os equipamentos estavam deteriorados e seriam substituídos.

 

SETEMBRO

 

- Avenida Brasil ganha ciclofaixa de lazer aos domingos.

 

- Prefeitura inicia enterramento de fios em ruas e avenidas da Vila Olímpia e do Jardim Paulista.

- Metrô inaugura três estações da Linha 5 - Lilás: Alto da Boa Vista, Borba Gato e Brooklin. As novas paradas tiveram a inauguração adiada diversas vezes.

- Largo da Batata recebe novos mobiliários urbanos e bandeira nacional com mastro de 33 metros de altura. 

- Parque Pôr do Sol volta a ser praça. O local havia sido convertido à condição de parque em 2015, com a manutenção a cargo da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. No entanto, os problemas de manutenção e segurança se agravaram, pois a pasta não tinha recursos para arcar com os serviços.

- Rio Pinheiros ganha campanha de despoluição promovida por agências de publicidade e personalidades.

 

OUTUBRO

 

- Prefeitura de São Paulo e Governo do Estado anunciam parceria com a iniciativa privada para o plantio de 18 mil árvores ao longo de 13,5 quilômetros das margens do Rio Pinheiros. Projeto tem prazo de quatro anos para ser implementado.

 

Projeto prevê 18 mil árvores nas margens do Rio Pinheiros- Orçamento enviado pela gestão João Doria à Câmara Municipal prevê redução de 35,7% no repasse às prefeituras regionais em 2018. Enquanto neste ano foram disponibilizados R$ 532 milhões, a próxima estimativa é de R$ 341,9 milhões destinados às 32 administrações locais, responsáveis pela maior parte dos serviços de zeladoria.

- Após incêndio que destruiu o Mercado Municipal de Santo Amaro, permissionários são realocados em espaço provisório. Prefeitura pretende apresentar à Câmara projeto de concessão do entreposto, que inclui a reforma do antigo prédio.

- Construtoras desmatam área verde no Caxingui classificada como Zona Especial de Proteção Ambiental, gerando protestos de moradores da região. Além de exemplares remanescentes da Mata Atlântica, o local abriga um trecho limpo de córrego.

- Prefeitura e Jockey Club anunciam projeto de parque aberto à população dentro da área de 600 mil metros quadrados ocupada pela sede do clube, na Cidade Jardim. A proposta, uma contrapartida para o abatimento de dívidas relacionadas ao IPTU, será financiada pela iniciativa privada e tem conclusão prevista para 2027.

 

NOVEMBRO 

 

- Depois de plantar cerca de 300 mudas de árvores em um terreno no Largo da Batata, moradores e ambientalistas tomam iniciativa semelhante em outro espaço da região, ocupado por décadas por um posto de gasolina.

 

Terreno desmatado no Caxingui- Tribunal de Contas do Município (TCM) barra proposta da administração municipal que pretendia reformar pontes da Marginal Pinheiros por meio de parcerias com a iniciativa privada. Segundo o órgão fiscalizador, a medida poderia colocar em risco a Lei Cidade Limpa.

- Diferentemente da declaração contrária do prefeito João Doria no início do ano, a Vila Madalena continuará com blocos de Carnaval em 2018. Grupos que reúnem até 4 mil foliões vão desfilar pelo bairro, enquanto os cordões maiores serão deslocados para outros espaços da cidade.

- Governo do Estado divulga novo prazo para a entrega da Estação Vila Sônia do Metrô: 2020. Já as novas paradas da Linha 5 - Lilás – Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin –, prometidas para o final deste ano, têm a inauguração adiada para o primeiro trimestre de 2018.

- Saap (Associação dos Amigos de Alto dos Pinheiros) completa 40 anos.

- Justiça aceita liminar movida por moradores do Caxingui que solicita a paralisação das obras de um empreendimento em área verde protegida por lei.

- Ministério Público Estadual abre inquérito sobre as mudanças na lei de zoneamento propostas pela gestão João Doria.

 

DEZEMBRO

- Eleição do Conselho Participativo é marcada por queixas sobre a organização na maioria das regiões da cidade.

 

- Hospital Universitário da USP encerra atendimentos no setor de pediatria. Centro médico sofre com crise financeira e tem as equipes de atendimento reduzidas.

 

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia