O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

17/10/2017

Gesto da mãozinha não emplacou

Publicado em 02/06/2012

Após um ano de lançamento da campanha de proteção ao pedestre, o motorista não para ao aceno d

 Após um ano de lançamento da campanha de proteção ao pedestre, o motorista não para ao aceno de quem quer atravessar a rua a pé. O pedestre tampouco recorre ao gesto de estender a mão para que os veículos parem. 

Para os motoristas a mãozinha não adianta nada, pois falta fiscalização. A campanha foi lançada primeiro na região central e teve propaganda na TV, contratação de monitores de travessia  e até mímicos. 
O desrespeito é confirmado por pesquisas feitas pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Uma contagem feita em abril em três esquinas do centro mostrou que em 74% dos casos o motorista não para na faixa de pedestres. 
Já em sete cidades do ABC Paulista, onde a campanha começou no fim do não passado, os atropelamentos já caíram 14%.  Não há dados sobre pedestres mortos. 
 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia