O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

21/04/2018

Lingeries especializadas auxiliam na gestação

Publicado em 05/04/2018

Produtos especializados e pensados exclusivamente para essa etapa da vida tornam o dia a dia mais leve

Toda gestante sofre um pouco de desconforto com as mudanças no corpo. Porém, há maneiras de amenizar esse sofrimento. Produtos especializados e pensados exclusivamente para essa etapa da vida tornam o dia a dia mais leve. A Gazeta de Pinheiros – Grupo 1 de Jornais conversou com Madalena Santos, da loja Madah, para conhecer um pouco mais desse segmento.

Gazeta de Pinheiros - Como começa a história da Madah?

Madalena Santos - Em meados de 2016, aqui mesmo em São Paulo. Eu tinha muita vivência e contato com o universo gestante e, ao longo do tempo, fui sentindo na pele as necessidades e, principalmente, a dificuldade em obter informações e achar o produto mais adequado.

GP - Quais lições vocês incorporaram em seu dia a dia?

MS - Seja qual for o segmento, produtos todo mundo tem. Uns melhores, outros medianos, e por aí vai. O que diferencia é o atendimento humanizado e único, afinal, cada cliente tem um biótipo, ou seja, é único. Junto com a qualidade percebida do produto, entregamos atendimento humano. Não vendemos roupas, cuidamos de quem precisa de carinho e atenção.

GP - Qual a importância de uma lingerie na gestação?

MS - Conforto! Um momento único como esse deve ser vivido e tratado com segurança, carinho e atenção. Parece que são nove meses apenas, mas é muito mais que isso, é um tempo precioso de muitas mudanças, sem falar no pós-parto, que também exige atenção. A mulher precisa se sentir bem, segura e confortável. O ideal é se preparar pelo menos a partir do sexto mês de gravidez. A lingerie certa é um desafio que pode ser vencido.

GP - Quais as principais diferenças entre produtos para gestantes e para mulheres no pós-parto?

MS - Por ser um momento único e especial, como cada biótipo e mulher, a lingerie também deve ser única. Deve vestir bem, deixar confortável. É recomendável procurar uma consultoria como a nossa a partir do quinto mês de gestação. Não só comprar o produto mais adequado, mas também saber vestir é algo essencial para o bem-estar e o conforto.

GP - As peças encontradas nas lojas convencionais não apresentam essas características?

MS - Algumas podem até vestir bem, mas o saber vestir e comprar o tamanho adequado pode mudar tudo. Por isso, um atendimento único e diferenciado faz toda a diferença.

GP - Para a amamentação, quais diferenciais uma peça deve ter?

MS - O tamanho adequado para trazer conforto e sustentação para as mamas.

GP - Quais numerações vocês possuem?

MS - Do PP ao XG, que podem se adequar e vestir perfeitamente todos os biótipos.

GP - Sobre as peças funcionais, quais são os principais pontos de destaque?

MS - Ser funcional é trazer benefícios, vestir de forma adequada e sem incômodo. É proporcionar leveza, sem esquecer que toda mulher deve e pode se sentir bem. Uma lingerie funcional tem tudo isso e muito mais.

GP - E para os homens, que peças vocês apresentam e quais seus diferenciais?

MS - Temos cueca e camiseta. Todo homem também pode e deve se sentir bem. Tanto a cueca quanto a camiseta dão sustentação e conforto maior ao corpo.

GP - Como é o atendimento aos clientes na Madah?

MS - Humanizado. Até por isso optamos por não vender pela internet. Precisamos ver e sentir as necessidades das clientes. Uma vez absorvidas, o produto certo é encontrado e a cliente sai realmente satisfeita.

GP - Como entrar em contato? É necessário marcar hora para o atendimento?

MS - É uma loja aberta ao público. Chegou, é atendida! Porém, um atendimento personalizado, uma real consultoria exige calma e um ambiente especialmente feito para você. Por isso, o ideal é marcar um horário só seu. Basta entrar em contato por telefone. Será um prazer recebê-la.

Serviço: Madah – Rua João Cachoeira, 488, Cj. 808; Tel: 3073 1377; madahlingerie.com.br

 

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia