O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

18/11/2017

Filmes - Destaques da semana

Publicado em 13/09/2017

Quem tem medo do bicho-papão?

A primeira parte do remake de 1990 baseado na obra de Stephen King discorre sobre medos e traumas comuns da infância, como excesso de violência, superproteção familiar, mágoa, culpa e rancor, que uniram sete adolescentes de uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos. Isso acabou atraindo um parasita espiritual famoso por atacar almas fragilizadas a cada 27 anos. Apesar de ter muito sangue e cenas de horror, o humor sarcástico dos adolescentes prevalece, já que apenas a união do grupo pode derrotar a criatura sobrenatural multiforme conhecida por Pennywise – o palhaço assassino. A personagem Beverly (Sophia Lillis) faz uma piada sobre Lois Lane, homenagem à sua xará interpretada por Annette O'Toole no original, famosa por representar Lana Lang em Superman 3.

It – A coisa (It, EUA, 2016, de Andrés Muschietti, Terror, 135 min., 16 anos) Nota: 4,0

 

O Brasil apoia a Lava Jato

Inspirado em fatos reais sobre a Operação Lava Jato, uma série de investigações sobre a corrupção no Brasil, desde a prisão do doleiro Alberto Youssef em 1994, por acaso, até a condução coercitiva do ex-presidente Lula (Ary Fontoura). Marcelo Serrado interpreta o juiz Sérgio Moro.

Polícia Federal – A lei é para todos (Brasil, 2017, de Marcelo Antunez, Policial, 110 min., 12 anos)

 

 

Lino

Lino (Selton Mello) é animador de festas, mas não aguenta mais os maus-tratos das crianças, que zombam dele por trabalhar com uma ridícula fantasia de gato gigante. Determinado a mudar de vida, ele contrata os serviços de um feiticeiro, mas, inesperadamente, a magia se revela um tiro no pé, e Lino se transforma justamente em um felino enorme. Animação de primeiro mundo, 100% brasileira, dirigida pelo nosso Rafael Ribas.

Lino (Brasil, 2017, de Rafael Ribas, Animação, 93 min., Livre)

 

Uma Mulher Fantástica

Marina é uma garçonete transexual que passa boa parte dos dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é ser uma cantora de sucesso e, para isso, canta durante a noite em clubes da cidade. O problema é que, após a inesperada morte de seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total. Vencedor do Urso de Prata – Melhor Roteiro no Festival de Berlim 2017. Do mesmo diretor de Glória, o chileno Sebastián Lelio.

Uma Mulher Fantástica (Una mujer fantástica, Chile, 2017, de Sebastián Lelio, Drama, 104 min., 14 anos)

 

A palavra convence, mas o exemplo arrasta!

Dois casais se encontram em um luxuoso restaurante para discutir o comportamento dos filhos, envolvidos em um crime evidente desde a primeira cena, mas que o diretor Oren Moverman só revela no final, menosprezando a capacidade de entendimento do espectador. No entanto, o foco é a hipocrisia dos pais intelectuais (espelho dos filhos) ao tratarem de forma rude os atenciosos empregados do local, sobretudo o renomado e rabugento professor Paul Lohman (Steve Coogan). Durante a conversa, sua esposa Claire compara um indigente a um animal para defender a atitude criminosa do filho. Dentre eles, curiosamente, o político Stan Lohman (Richard Gere) se revela o mais sensato, diferentemente da esposa Katelyn (Rebecca Hall), que lhe sugere meios escusos para continuar no poder. Há um grande abismo entre as classes sociais, cujo avanço moral jamais acompanha o intelectual.

O Jantar (The Dinner, EUA, 2017, de Oren Moverman, Suspense, 120 min., 16 anos) Nota: 2,0

 

O futuro não está escrito

Dylan Branson (Michiel Huisman) é um jovem controlador de voo que identificou em seu cotidiano padrões que se repetem insistentemente, levando-o a um trágico fim ao lado da desconhecida Sarah (Teresa Palmer), por quem se apaixonou instantaneamente – seu grande amor da encarnação passada. Agora ele fará de tudo para mudá-lo. Um tema sempre fascinante e que prende a atenção, mas desta vez muito “mastigado”, impedindo o espectador de pensar. Embora não exista acaso, o determinismo divino nos dá uma parcela de livre-arbítrio de acordo com a competência de cada um.

2:22 – Encontro Marcado (2:22, EUA, Austrália, 2017, de Paul Currie, Suspense, 98 min., 12 anos) Nota: 2,5

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia