O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

25/07/2017

Cuidado com as doenças sexualmente transmissíveis

Publicado em 16/02/2017

Em muitas cidades do país a alegria do Carnaval já se faz presente nas ruas, quadras e clubes. Não importa o lugar, nem a companhia, todos querem diversão. Porém, o que muitos esquecem é o perig

 
Em muitas cidades do país a alegria do Carnaval já se faz presente nas ruas, quadras e clubes. Não importa o lugar, nem a companhia, todos querem diversão. Porém, o que muitos esquecem é o perigo de não se prevenir contra as doenças sexualmente transmissíveis, seja durante, antes ou depois da festa. Além disso, o não uso do preservativo também pode causar a gravidez indesejada.
De acordo com uma pesquisa feita em 2015 pelo Ministério da Saúde, 45% dos brasileiros admitiram não usar preservativos durante as relações sexuais casuais. Já um levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo indica que, em sete anos, cresceu em 21,5% os casos de Aids em jovens paulistas com idade entre 15 e 24 anos.
Porém, a cautela deve existir com todos os tipos de doenças sexualmente transmissíveis, de acordo com a Dra. Nicole Maria Gatte, clínica-geral do Hospital San Paolo, centro hospitalar localizado na zona norte de São Paulo. “As pessoas devem se preocupar também com herpes genital, sífilis, gonorreia, hepatites B e C e o HPV, doenças que podem ser adquiridas sem a prevenção.”
Lembrem-se: para o tratamento dessas ou de quaisquer outras doenças, deve-se procurar o médico. Quanto mais rápido melhor, pois ele saberá como tratar e orientar o paciente para evitar seu contágio entre os parceiros ou tratá-los quando necessário, já que o aparecimento dos sintomas varia de acordo com a doença.

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia