O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

20/11/2017

Medo de fogos: ajude o cachorro a superá-lo!

Publicado em 23/06/2017

Cão Cidadão

Por equipe Cão Cidadão

O seu cãozinho tem medo de fogos e outros barulhos? Então você precisa ajudá-lo, pois as festas de junho e julho estão chegando!

Já parou para pensar na barulheira que vai ser? Fogos, rojões, bombas, música e barulho para todo lado. Quem vai sofrer com tudo isso? O cãozinho que tem medo, claro!

Com o excesso de barulho, alguns cães entram em desespero. Eles babam, tremem e, algumas vezes, tentam entrar em locais pequenos demais ou até fogem de casa para se proteger. Para se ter ideia, o estresse do cãozinho pode ser tão grande que, no dia seguinte, alguns chegam a ficar doentes ou até se machucam seriamente. Por isso, é preciso tomar algumas precauções com o amigão.

Por que eles têm esse medo todo?

Para os pets, barulhos altos podem significar perigo. Por isso, de maneira geral, eles tentam fugir de tais sons. Estrondos passam a ideia de que algo grande e poderoso se aproxima, como árvores caindo e relâmpagos. Dessa forma, a primeira coisa que eles tentam fazer é se esconder ou fugir.

Os antepassados dos cães que mais fugiram desses sons foram os que mais tiveram chances de sobreviver. Até mesmo dentro de nossas casas, um barulho alto pode significar perigo.

O que fazer para melhorar esse medo?

Primeiramente, é importante identificar quais os sons que mais assustam o pet – bombas, fogos, trovões, rojões etc. Depois disso, você pode começar um treino de dessensibilização. Grave o som do que causa medo e apresente, aos poucos, ao animal. É importante que isso seja gradativo. Sempre respeite o limite dele!

Escolha os petiscos e brinquedos favoritos do cão e, enquanto pede comandos, recompense-o com os petiscos e brinque com ele, colocando o som no mínimo. Nesse estágio, o cão mal deve ouvir o barulho e ficar concentrado em você. Quando perceber que o pet está bem tranquilo, aumente um ponto na regulagem do som. Faça tudo devagar e com paciência, pois um susto pode retroceder todo o treino.

Local seguro

Se o cãozinho procurar um lugar para se esconder do barulho, deixe-o lá. Se possível, crie um espaço para que possa permanecer tranquilo, com janelas e portas vedadas para abafar os sons.

Um ambiente associado a uma pessoa que ele adora também pode deixá-lo mais seguro e confiante. Habitue-o a ouvir sons altos da TV, rádio ou mesmo música. Esses sons podem ser usados para “mascarar” o barulho de fogos e trovões.

Caso precise de suporte nesse processo, os especialistas da Cão Cidadão estão à disposição!

 

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia