O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

16/12/2017

Qual é o limite?

Publicado em 11/04/2017

É difícil dizer não para os filhos. Mas o amor também deve impor limites. E na Páscoa, o chocolate em excesso pode prejudicar a criança.

É difícil dizer não para os filhos. Mas o amor também deve impor limites. E na Páscoa, o chocolate em excesso pode prejudicar a criança.

Mas, ao mesmo tempo, o doce faz parte da tradição da época. A Gazeta de Pinheiros - Grupo 1 de Jornais conversou com a nutricionista e Personal Diet Juliana Negrini para saber o quanto é demais.

Visualphotos

Gazeta de Pinheiros - Com a chegada da páscoa, as crianças ficam esperando os ovos de chocolate. Qual seria a quantidade máxima para os pequenos por dia?

Juliana Negrini - Chocolate para crianças é um assunto bastante polêmico. O Ideal seria não ofertar chocolates ou outros doces para crianças menores de dois anos, pois o paladar ainda está em formação nessa idade e, a introdução de doces pode favorecer uma preferência por alimentos ricos em açúcar na vida adulta e aversão por amargos. Após os 2 anos de idade, pode oferecer o chocolate. Mas o ideal é oferecer porções pequenas, de aproximadamente 30g (dois quadradinhos de chocolate) uma vez ao dia.

GP - Existe algum tipo de chocolate melhor que outros?

JN - O melhor tipo de chocolate, tanto para crianças como para adultos, é o meio amargo. O chocolate meio amargo tem menos açúcar, menos gordura e mais antioxidantes que o chocolate ao leite, por isso é a melhor escolha.

E a pior escolha seria o chocolate branco, pois ele é feito com a manteiga de cacau, açúcar e leite. Então o chocolate branco tem mais açúcar e mais gordura que os chocolates ao leite e meio amargo, além de não ter os antioxidantes.

GP - Como balancear o chocolate numa dieta saudável?

JN - Para balancear o chocolate em uma dieta saudável é importante lembrar de não ultrapassar a quantidade diária permitida, além de consumir a guloseima nos momentos certos. O ideal é não oferecer chocolate diariamente, deixar para ocasiões especiais o docinho... Mas nos dias em que for comer o chocolate sempre lebre: chocolates e doces são sobremesas, não lanches. Chocolates, mesmo os meio amargos contém açúcar e, se consumido como um lanche vai fazer com que o açúcar no sangue suba muito rápido e o corpo tenha que fazer uma compensação, produzindo muita insulina muito rápido, o que a longo prazo pode causar problemas de glicemia. Porém,  quando o chocolate é a sobremesa, o açúcar no sangue não sobe tão rápido  (pois já tem outros alimentos digerindo junto do chocolate), sendo a melhor opção para a saúde a longo prazo.

Serviço: Juliana A. E. Negrini (Nutricionista – CRN3 29742); Concept Academia – Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 91; Tel: 3061 1884 / 96090 7068; facebook.com/ConceptAcademia

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia