O Grupo 1 Edição Digital Grupo 1 Mobile Fale Conosco
Receba nossas notícias

16/12/2017

Bill Gates bebe água que antes era cocô humano

Publicado em 07/01/2015

Após 5 minutos de processamento, fezes viram água potável

 Quem nunca viu uma placa errada na praia, onde o vendedor se confunde e ao invés de vender água de "côco" escreve "cocô"? No caso do filantropo Bill Gates, a água que ele provou foi de cocô mesmo. Em cinco minutos de processamento de uma grande máquina, os dejetos humanos entravam pela canaleta e depois se transformaram em água potável, energia elétrica para o funcionamento da invenção e locais próximos, e adubo.

Cerca de 80% do caldo que vai para o esgoto é água e 20% dos resíduos são fezes. O Omni Processor foi criado pela Janicki Bioenergy para aproveitar o recurso natural. Toda a sujeira é fervida, e o vapor e o sólido são separados. O produto sólido vira vapor de alta pressão depois de passar por uma fornalha e até chegar em um gerador.

A invenção da empresa que fica localizada em Washington, nos Estados Unidos, pretende revolucionar o sistema de saneamento nos países desenvolvidos onde as pessoas não tem acesso à água potável. O CEO da organização, Peter Janicki, acredita no sucesso da Omni Processor porque  haverá um lucro a partir de um material, as fezes, que não tem valor.

Duvida? Assista ao vídeo

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 
         
     


Gastronomia

Colunistas

Tecnologia